Home arrow Notícias arrow Liberdade ganha novos traços com reforma
Liberdade ganha novos traços com reforma PDF Imprimir E-mail
Por Tamires Alês   
21 de maio de 2008

thumb_mini-29.04_-_coletiva_revitalizao_-_reimei_yoshioka.jpgReforma de ruas, praças, jardins, calçadas, prédios e fachadas irão devolver a aparência oriental ao bairro da Liberdade. O projeto nomeado “Caminho do Imperador”, do arquiteto Márcio Lupion vai revitalizar as ruas por onde passou o Imperador Akihito, do Japão, em sua visita ao Brasil em 1997, além da Rua Galvão Bueno e da Tomás Gonzaga.

No fim de abril a Prefeitura de São Paulo e o Instituto Paulo Kobayashi assinaram um termo de cooperação, dando assim o pontapé inicial para o começo das obras. Para a presidente do Instituto, Jéssica Kobayashi, a revitalização do bairro é muito importante porque ”vai colaborar com a qualidade de vida dos moradores, além de resgatar as características do bairro”.

Uma das novidades é o Buda de 6 metros de altura que será instalado na Praça Almeida Júnior. E os viadutos do bairro vão homenagear três povos presentes na região: “Cidade de Osaka” e “Mie Ken” terão referências japonesas, o “Shuhei Uetsuka”, homenagem aos chineses e o viaduto “Guilherme de Almeida” terá características coreanas.


A revitalização vai começar pela Praça da Liberdade e será patrocinada pelo banco Bradesco. As empresas que patrocinarem o projeto terão o direito de explorar a publicidade local, seguindo as regras impostas pela prefeitura. “Hoje nós demonstramos o nosso respeito aos imigrantes japoneses, unindo esse grande projeto de revitalização do bairro da Liberdade com a lei Cidade Limpa”, afirma o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab. O projeto, que pretende resgatar as características orientais da região, tem o custo estimado em R$ 55 milhões, e deve demorar um ano e meio, segundo Lupion.
 
< Anterior   Próximo >