Home arrow Notícias arrow ACCIJB recebe doação do Fundo Comemorativo
ACCIJB recebe doação do Fundo Comemorativo PDF Imprimir E-mail
Por Erika Yamauti   
23 de maio de 2008
thumb_mini-maksoud_plaza_-_erika_yamauti_27.jpgA Associação para Comemoração do Centenário da Imigração Japonesa no Brasil recebeu em abril uma importante doação. O presidente do Colegiado Administrativo, Kokei Uehara, e o presidente do Comitê Executivo, Osamu Matsuo, participaram da cerimônia de entrega do Fundo Comemorativo do Centenário da Amizade Brasil-Japão, no dia 11 de abril. Em 1895, em Paris, foi ratificado o Tratado de Amizade Brasil-Japão, estabelecendo os laços de amizade entre os dois países. Em 1995, o Brasil sediou os eventos comemorativos do Centenário do Tratado de Amizade, e ao final da programação, constatou-se uma sobra de verba, com a qual foi criado o “Fundo Comemorativo do Centenário da Amizade Brasil-Japão”, com o objetivo de financiar e promover eventos e atividades do Centenário.
 
Este fundo foi gerenciado pela Câmara de Comércio e Indústria Japonesa no Brasil, e diversos projetos foram beneficiados desde então. Em 2008, decidiu-se dividir o valor remanescente do fundo para projetos importantes para as comemorações do Centenário da Imigração Japonesa, e diversas entidades foram escolhidas para receber a doação, com valor de mais de R$ 1 milhão.

A cerimônia foi iniciada por Makoto Tanaka, presidente da Câmara de Comércio e Indústria Japonesa no Brasil e do Colegiado da Associação de Intercâmbio e Incentivo à Amizade Nipo- Brasileira, destinando recursos para os projetos Shin Harmonia Gakuen (Colégio Harmonia), Modernização do Edifício Bunkyo (Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social), Reforma e Ampliação do Hospital Santa Cruz (Sociedade Beneficente Santa Cruz) e eventos diversos da Associação para Comemoração do Centenário da Imigração Japonesa no Brasil.

Os projetos beneficiados pela ACCIJB incluem a Semana da Cultura Japonesa, o intercâmbio de líderes regionais, a realização de palestras sobre idosos e crianças e a implementação de sistema de informática da Aliança Cultural Brasil-Japão. “Temos certeza de que as verbas serão alocadas da melhor forma possível. É uma honra entregar o valor integral desse fundo para projetos que cumprem os fins e os propósitos sonhados pelos seus idealizadores, há 12 anos atrás”, explica Tadashi Yamada, conselheiro fiscal da Associação, que foi responsável pela manutenção e gestão do fundo desde sua criação.

mini-maksoud_plaza_-_erika_yamauti_27.jpg
 
< Anterior   Próximo >