Home arrow Sala de Imprensa arrow Releases arrow Prefeitura inaugura Parque Centenário neste sábado
Prefeitura inaugura Parque Centenário neste sábado PDF Imprimir E-mail
Por Administrator   
27 de junho de 2008
A partir deste sábado (28/06), a população de Mogi das Cruzes passará a contar com um novo, amplo e diversificado espaço de lazer e cultura. Trata-se do Parque Centenário de Imigração Japonesa, localizado na avenida Francisco Rodrigues Filho, no distrito de Cezar de Souza. Com 215 mil metros quadrados, o parque tem quatro lagos, grande área verde e uma série de atrações fixas que remetem os visitantes ao processo de integração entre os brasileiros e japoneses.

"Desde a concepção até a busca dos recursos financeiros necessários à obra, passando pelo intenso processo de construção, tudo foi elaborado com o objetivo de estimular a comunhão entre os dois povos. E, em meio a todo este simbolismo, o espaço será também uma importantíssima área de lazer para toda a população mogiana, principalmente para os moradores do quadrante leste do município, que terá um notável crescimento nos próximos anos", explicou o prefeito Junji Abe.


Lançado oficialmente no dia 7 de março do ano passado, o projeto do Parque Centenário foi concretizado graças a uma comunhão de esforços do poder púbico e a iniciativa privada. Coube ao próprio prefeito Junji comandar várias reuniões com empresários da cidade, que colaboraram com a iniciativa de acordo com sua capacidade. Além disso, uma solicitação de verba feita ao Ministério do Turismo foi atendida, o que rendeu mais R$ 780 mil à obra. A Prefeitura de Mogi também investiu no local, arcando com material e mão-de-obra próprios.

Instalado às margens da avenida Francisco Rodrigues Filho, o parque fica em um terreno com quatro lagos e muito verde. Às espécies já existentes, foram acrescentadas centenas de árvores, entre elas palmeiras e cerejeiras - espécies que representam o Brasil e o Japão. Uma pista para caminhada com 2.550 metros também existe no local, assim como estacionamento, playground, banheiros e quadras esportivas, além de lanchonete e várias atrações culturais que simbolizam a união entre brasileiros e japoneses. (MAS)

Estrutura tem réplica do Kasato Maru e Museu da Imigração

Quando os visitantes entrarem no Parque Centenário, terão à disposição uma série de atrações culturais que os farão refletir sobre a imigração japonesa e ao processo de integração entre os dois povos. Elas foram construídas para eternizar os laços que unem brasileiros e japoneses e estão dispostas de forma a atraírem a visitação dos freqüentadores.

O Museu da Imigração fica situado logo na entrada do parque e vai mostrar o perfil da 109_obras_do_parque_centenario_replica_kasato_maru_31_m_de_coprimento.jpgimigração em Mogi das Cruzes, por meio de fotos, objetos e documentos doados por japoneses e seus descendentes. Já o Memorial do Parque é um portal em granito em homenagem às empresas e pessoas físicas que colaboraram com a construção do Parque Centenário da Imigração Japonesa no Brasil. O apoio da iniciativa privada foi fundamental para a entrega de espaço.

Outro destaque é a réplica do navio Kasato Maru. Ela terá 31 metros de comprimento e abrigará um memorial com fotos das primeiras famílias de imigrantes que chegaram a Mogi das Cruzes. O interior da réplica irá reproduzir os porões do navio que trouxe os primeiros japoneses ao País.

O Panteon das Bandeiras é mais um espaço cultural presente no Parque Centenário. Trata-se de uma praça com os pavilhões nacionais do Brasil e do Japão, bem como do Estado de São Paulo e de Mogi das Cruzes. Estarão dispostas ainda no local as bandeiras dos 27 Estados Brasileiros, incluindo o Distrito Federal, e das 47 províncias japonesas. Confira abaixo as outras atrações do Parque Centenário:

Praça do Imigrante: Local para descanso e contemplação, que contará também com uma casa de pau-a-pique, coberta com telhado de sapê, bem como objetos domésticos utilizados pelos imigrantes logo que chegaram ao Brasil.

Memorial das Cidades Irmãs (Seki e Toyama) / Praça das Cidades: O memorial, situado ao lado de uma bela praça, apresentará objetos doados a Mogi das Cruzes por comitivas oficiais das duas cidades.

Chalés: Áreas especiais destinadas à recreação das famílias, equipadas com churrasqueiras e estrutura para realização de piqueniques. Um dos objetivos do Parque Centenário é servir como área de lazer dos mogianos, e estes equipamentos têm como objetivo cumprir esta meta.

Espaço Bom Odori - Samba: Área especial para a apresentação de shows culturais diversos, como Bom Odori (dança típica do Japão) ou mesmo rodas de samba. Representa a integração cultural que marca os dois países em território brasileiro e mogiano.

Ilha do Torii: O portal típico japonês pesará cerca de 8 toneladas e vem sendo construído em eucalipto especialmente tratado contra pragas e umidade. A ilha fica dentro de um dos lagos e tem acesso por uma ponte flutuante.

Balsa: Será um dos grandes atrativos do parque, cruzando um dos lagos de ponta a ponta. O acesso será feito pela ponte em arco.

Pontes Flutuantes: Dão acesso à ilha do Torii, que foi construída por funcionários da própria Prefeitura Municipal. Oferecem um toque especial aos lagos, graças aos corrimãos vermelhos e ao bonito design da estrutura.

Chafariz: Disposto dentro de um dos lagos, produzirá um efeito estético bastante bonito que poderá ser observado pelos visitantes.

Ponte em arco: Mais um item que irá valorizar a arquitetura típica do Japão.

Playground: Oferecerá brinquedos diversos para as crianças.

Minicampo de futebol: Construído em areia, o minicampo é uma ótima opção de lazer para os visitantes do parque. A tendência é de receber grande número de praticantes, pois fica localizado em meio a muito verde.

Quadra de Vôlei: Feita de areia, é mais uma atração esportiva que o parque oferece à população. Assim como o minicampo de futebol, deve atrair muitas pessoas devido à sua localização privilegiada.

Pista de caminhada: São 2.550 metros de pistas que circundam os lagos, o rio Tietê e outros equipamentos instalados no parque. Têm como objetivo estimular a prática de exercícios físicos em meio à natureza, contando com a riqueza de espécies vegetais existente no local. (MAS)
 
< Anterior   Próximo >