Príncipe Naruhito visita Londrina, Rolândia e Maringá
Por Administrator   
21 de agosto de 2008

No domingo, dia 22 de junho, o príncipe herdeiro do Japão, Naruhito, participou pela manhã da cerimônia de inauguração da Praça do Centenário da Imigração Japonesa “Tomi Nakagawa”, em Londrina, acompanhado por sua comitiva, pelo vice-presidente da República, José Alencar, pelo Governador do Paraná, Roberto Requião e o prefeito de Londrina, Nedson Micheleti.

O local abriga o monumento com o nome dos 104 pioneiros homenageados, que chegaram à região de Londrina entre 1929 e 1934. Localizado em terreno de 9,4 mil m² na área central da cidade, a construção foi orçada em R$ 2,5 milhões, contando com recursos do governo federal, prefeitura e iniciativa privada.  

O nome escolhido para a praça, Tomi Nakagawa, homenageia uma das imigrantes que chegou ao Brasil no navio Kasato Maru, em 1908, integrando o primeiro grupo de japoneses que desembarcou no Porto de Santos. Ela residia em Londrina até outubro de 2006, quando faleceu poucos dias antes de completar 100 anos.

No período da tarde, em Rolândia, no interior do estado, o príncipe Naruhito foi recebido para o lançamento da pedra fundamental do parque temático Yumê. No local, Naruhito plantou uma muda de cerejeira. A cidade abrigou também a solenidade oficial de comemoração ao Centenário da Imigração Japonesa no Paraná, com a presença de autoridades e convidados.

Logo depois, o príncipe seguiu com sua comitiva para Maringá, visitando as obras do complexo turístico e esportivo do Parque do Japão, localizado em uma área de cerca de 100 mil m2, que terá lagos, ginásio de esportes, teatro, sala de eventos, cachoeiras e restaurante típico.

O projeto foi desenvolvido pela Prefeitura de Maringá em parceria com a Associação Cultural e Esportiva de Maringá (Acema), Associação Comercial e Empresarial de Maringá (ACIM), Prefeitura do Município de Kakogawa (Japão), entre outras entidades e instituições.

Finalizando os compromissos no estado do Paraná, Naruhito visitou a sede da Associação Cultural e Esportiva de Maringá (Acema), onde contemplou o ipê-roxo que plantou durante sua visita ao Brasil em 1982, em homenagem à imperatriz Michiko.